TESTE – Você tem perfil para ser um franqueado?

Este quiz baseia-se na análise do posicionamento pessoal e profissional de quem responde. Avalie cada uma das situações segundo as seguintes alternativas: concordo, indiferente e discordo.

Para fazer o teste, acesse o link http://www.quizyourfriends.com/take-quiz.php?id=1109261029153891&a=1&

Confira seu resultado:

0 – 30%
Você poderá vir a ser um franqueado, desde que desenvolva competências como empreendedorismo, conformidade a regras e desenvolvimento de pessoas.

40 – 60%
Você tem perfil para se tornar um bom franqueado e pode ainda se aperfeiçoar para obter mais sucesso.

70 – 100%
Você tem o perfil para ser franqueado. Você sabe trabalhar em parceria, aceita as regras do sistema de franquia e sabe da importância que todo o conjunto de regras, auditorias e parcerias representa para a rede.

Confira mais testes:

Franquia de clínicas odontológicas espera abrir 360 novas unidades até 2016

A Odontoclinic investiu R$ 5 milhões em projeto de expansão neste ano.

Com um grande projeto de expansão, a rede defranquias de clínicas odontológicas Odontoclinic, atualmente com 140 unidades em 16 estados brasileiros, espera chegar a 500 até 2016. Para isso, investiu R$ 5 milhões no processo só neste ano. “Criamos uma área dedicada exclusivamente para buscar novos empreendedores e apresentar a empresa”, afirma Carlos Leão, presidente do grupo. A expansão estará concentrada nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná.

Criada em 1997, a paulistana Odontoclinic oferece serviços odontológicos e tem como público-alvo a classe C. Para se diferenciar de outras redes presentes nesse mercado, investiu em marketing para criar uma nova identidade visual. Foram alterados desde os aspectos físicos de suas clínicas até a aparência da própria marca, que, segundo Leão, ficou mais moderna e sóbria. A rede também implementou um sistema de gestão integrada para todas as suas unidades.

Em 2010, a Odontoclinic faturou R$ 150 milhões. A meta é alcançar R$ 200 milhões em 2011. Em toda a rede, são feitas 6.500 consultas a cada dia.

Fonte: Site PEGN – por Rafael Farias Teixeira

Para mais informações sobre a Franquia Odonticlinic, clique aqui.

Mundo Verde aposta em alimentação saudável e lança a rede Verdano

Grupo pretende abrir 29 unidades do restaurante até o final de 2012.

Uma pesquisa realizada com mais de 3 mil consumidores das lojas Mundo Verde mostrou que, cada vez mais, as pessoas estão comendo fora de casa e que seus clientes sentiam falta de uma alternativa de alimentação saudável, rápida e, ao mesmo tempo, saborosa. Pensando nisso, o grupo, que há 24 anos atua no mercado de produtos naturais e orgânicos, decidiu criar uma rede de fast-food diferenciada, com cardápio bem elaborado, feito a partir de alimentos sem glúten e ingredientes cuidadosamente selecionados. “Um dos principais atrativos do Verdano Fresh Food é a possibilidade de refeições completas a qualquer hora do dia, com opções de café da manhã, almoço e jantar.”, diz Marcos Leite, diretor de expansão.“Enquanto no Mundo Verde pode-se encontrar produtos em geral e alimentos para o consumo em casa, o Verdano vem com a proposta de ser um restaurante”.

O Verdano funciona por meio de duas linhas de operação. Em uma “estação”, os clientes têm acesso a alimentos prontos e frescos como sucos, sanduíches, chás e saladas, em um sistema voltado para quem busca agilidade e praticidade. Já os que dispõem de tempo para sentar e comer com calma, há a possibilidade de customização dos pratos.

Em julho de 2011, a unidade piloto do Verdano foi inagurada no centro do Rio de Janeiro (RJ). De acordo com Leite, o ideal é que as franquias sejam estabelecidas em shopping centers ou em locais onde haja um grande fluxo de pessoas. Apesar de o Mundo Verde contar com duas unidades em Portugal, o foco da nova rede de fast-food será o mercado nacional. Inicialmente, a expansão será concentrada no Rio de Janeiro, seguindo para São Paulo e para as grandes capitais do Nordeste. Até o final de 2012, a rede pretende abrir 29 franquias e, em cinco anos, atingir a meta de 150 lojas. Os franqueados do Mundo Verde terão preferência, mas qualquer gestor que se identifique com o Verdano pode participar do processo de seleção.

Já no nome, percebe-se a filosofia da marca. “Verdano sintetiza a ascensão do verde, do saudável e do sustentável conectados ao homem urbano, à vida moderna”, afirma Leite. Além de empreendedorismo, boa gestão e dos recursos necessários para abrir a franquia, o franqueado deve apresentar um perfilcompatível com o conceito de vida saudável e de consciência ambiental. Desde o nome, passando pela arquitetura da loja até a embalagem dos produtos, essa filosofia está sempre presente.

Amadurecimento, dinamismo e desenvolvimento frequente de novos produtos são alguns dos atrativos do mercado de produtos naturais e orgânicos que está, como sintetiza o diretor de expansão, “bombando”.

Fonte: Site PEGN – Por Nathalia Prates

Como ser um franqueado na área de Serviços

Você gosta de ‘servir’? Na acepção da palavra mesmo. Se você gosta de servir às pessoas, vai ter muito sucesso nesta área.

Na área de serviços ATENDIMENTO é o item primordial. Não é preço, não é prazo, não é conveniência, não há nada mais importante do que atendimento.

Atendimento engloba simpatia, atenção, rapidez nos procedimentos e SOLUÇÃO. Os clientes querem solução para seus pedidos, sem desculpas. É melhor dizer que não faz do que ‘enrolar’ o cliente.

O  setor de serviços é hoje a que mais cresce no mundo. Já representa 2/3 da economia nacional e mundial, e tende a crescer. As pessoas querem mais e mais serviços, cada vez melhores, cada vez mais criativos, cada vez mais convenientes, cada vez mais rápidos, etc.

Além do crescimento acelerado, há uma característica no setor de serviços diferente de outros negócios. No começo você tem de conquistar sua clientela, e isto é mais trabalhoso, no primeiro ano principalmente. Mas a médio e longo prazo é o setor que oferece mais fidelidade do cliente, e portanto mais fácil para tocar. Depois que você tem sua clientela formada, é só manter o negócio em ordem, e inovar sempre.

Mas você não tem que matar um leão todo dia, como no setor de alimentação por exemplo!

Talvez por isto o setor de serviços oferece menos riscos para o franqueado, do que o setor de varejo por exemplo. Nem os altos e baixos da sazonalidade da economia, com meses muito bons e outros muito fracos. Ou seja, o setor de serviços sofre menos com os solavancos da economia.

Além disso, o investimento normalmente é menor, a não ser que envolva a aquisição de equipamentos sofisticados, como para lavanderias a seco, por exemplo. Isso ajuda a melhorar a taxa de retorno do negócio. Isto é, quando o investimento é menor, além do menor risco, o retorno é mais rápido.

O  setor de serviços é o que oferece mais desafios para o franqueado. Ele tem de ser criativo na ponta da linha. Sempre aparecem situações inusitadas onde você poderá desenvolver mais seu espírito empreendedor. É claro que tem os padrões básicos, mas oferece oportunidade para muita criação própria.

Você gosta de criar, de inovar, de sentir o negócio nas suas mãos? Então venha para a área mais desafiadora e gratificante do setor de franquias.

Venha fazer parte deste sucesso!

Fonte: Portal do Franchising – por Paulo César Mauro – Sócio-fundador da Sapataria do Futuro.

Confira opções de franquias de Serviços, clicando aqui!

TESTE – Teste sua ideia de negócio

O teste a seguir avalia o que você realmente conhece sobre a sua idéia de negócio próprio e se vai conseguir transformar em um projeto viável aquilo que começou como apenas um sonho.

Para fazer o teste, acesse o link: http://www.quizyourfriends.com/take-quiz.php?id=1109191025472271&a=1&

Confira seu resultado:

0 – 30% – Cuidado!
O projeto que você tem em mente é, mesmo, compatível e adequado às suas características pessoais (personalidade, valores, preferências, visão, sonhos)? Confronte o projeto com suas qualidades e defeitos pessoais. Avalie os requisitos de tecnologia, conhecimento do setor, necessidade de investimento, capacidade gerencial etc. Analise também as ameaças externas ao seu projeto. Submeta suas idéias a um processo de validação, ou seja, analise ponto por ponto com critérios objetivos, presentes em um plano de negócios.

40 – 70% – Amadureça a sua ideia!
Ter uma boa ideia e abrir um negócio é a tarefa mais fácil. Difícil é manter um negócio funcionando e torná-lo um sucesso. Além de planejamento adequado, você precisará de muita energia, persistência e conhecimento do mercado. Pergunte a você mesmo se esse é o negócio para o qual quer dedicar 12 horas de trabalho diário pelos próximos dez anos. Se for, comece agora mesmo a buscar informações sobre o ramo de atividade (concorrência, clientela, processos de produção, perspectivas para o futuro etc.). Elaborar um plano de negócios vai ajudá-lo a reunir estas informações.

80 – 100% – Mãos à obra
Você tem uma idéia de negócio madura e identificada com suas capacidades e anseios pessoais. Antes de aventurar-se, elabore um plano de negócios que contemple todos os aspectos do empreendimento. Será seu “plano de vôo” e o ajudará na tomada de decisões.

Agenda – Feiras de Franquias

Confira as datas e locais das próximas feiras de franquias e programe-se!

5ª Rio Franchising Business 2011
Data: 15 a 17 de Setembro de 2011
Local: Riocentro – Pavilhão 2 – Rio de Janeiro – RJ
Ingresso: R$ 25
www.riofranchisingbusiness.com.br

Rio Preto Franchising Business
Data: 14 a 15 de Outubro de 2011
Local: Complexo da Swift – São José do Rio Preto – SP
Ingresso: R$ 5
www.riopretofranchising.com.br

Maringá Franchising Business
Data: 28 e 29 de Outubro
Local: Parque Internacional de Exposições Francisco Feio Ribeiro – Maringá – PR
Ingresso: Entrada Franca
www.mfbusiness.com.br

ABF Franchising Expo Nordeste
Data: 8 a 11 de Novembro de 2011
Local: Centro de Exposições de Pernambuco – Recife – PE
Ingresso: Entrada Franca
www.abffranchisingexponordeste.com.br

Inovação em Franquias

Há uma forma de inovar sobre a qual ninguém perguntou até agora: franquia é bom negócio? O gerente da Unidade de Atendimento Individual (UAI) do Sebrae, Ênio Pinto, diz que é “um fã de franquia, porque dá a oportunidade de ver como é que vai ser amanhã, ou seja, permite visitar o futuro!”

De acordo com Ênio, a franquia é uma vantagem, pois o empresário já começa pegando carona no sucesso, aprendendo com que já está no mercado há muito tempo. “A adrenalina de estar à frente dessa unidade franqueada é a mesma de estar à frente de um empreendimento, porque como você colocou o seu recurso para aquisição. Só que é um risco bastante minimizado em função de que você está aprendendo com os erros e os acertos do proprietário da rede de franquia.”

O modelo de negócio das franquias facilita a tomada de decisão na hora de abrir o negócio. “É muito interessante você poder começar uma empresa e antes dela efetivamente existir visitar outras que são absolutamente similares à sua, e interagir com os proprietários dessas unidades. A conversa é muito simples: ‘meu amigo, se você tivesse começando, se você tivesse novamente recursos na mão, você compraria uma unidade dessa rede de franquia?’ O que você vai ter de resposta é crítico pra você tomar sua decisão.”, ressalta o gerente da UAI.

Experiências de sucesso

O Lindolfo Leopoldo é dono da Multicoisas, que tem 70 lojas franqueadas em todo o Brasil. O “A gente optou por esse sistema de expansão porque a gente achou seguro. Se tivesse optado pelo sistema de filiais, a cada nova unidade, estaria repartindo o nosso capital humano e o de dinheiro.”

O Ênio Pinto concorda que franquear também é bom negócio para quem quer crescer. “É uma estratégia de ampliação extremamente inovadora por uma questão muito simples: você vai está cedendo a sua marca e todo seu processo para terceiros a fim de que levem o seu negócio e o seu nome para várias regiões do País, sem ter que botar a mão no bolso ou fazer novos investimentos. Isso para um pequeno empreendedor é fundamental!”

Há uma grande sinergia entre franqueador e franqueado. O tempo todo há troca de informações para melhorar o negócio. “A rede de franquia está sempre à frente em função disso: são vários proprietários do mesmo negócio pensando, se envolvendo, se dedicando.”, afirma o gerente.

Fonte: Blog Faça Diferente – SEBRAE

Como é uma franquia no segmento de Hotelaria e Turismo

Sempre escutei que para se colher bons frutos não é somente necessário plantar uma semente e saber cultivá-la, mas sim conhecer os efeitos externos do clima para que durante o processo de crescimento já começamos a obter frutos. Ultimamente, tenho notado que esse antigo provérbio não é usado só para o campo, mas também em qualquer situação diária, e até mesmo no ramo empresarial.

Desde que comecei minha vida profissional, tinha grande interesse em ter meu próprio negócio, porém não sabia como tornar esse sonho em realidade. Sempre gostei da área de turismo e desejava unir o útil – trabalhar com negócios no ramo – ao agradável – estar vendendo e realizando viagens. Comecei a trabalhar na área de intercâmbios e turismo em uma empresa com total experiência no ramo. Foi assim que tive meu primeiro contato com o processo de aprendizado no turismo. Isso ajudou a encontrar meu caminho e mostrar qual seria minha futura plantação.

Como nas plantações, precisamos saber qual tipo de semente vai sobreviver ao clima de chuva ou sol e em qual período teremos uma boa colheita. Meu processo não foi diferente. Comecei a trabalhar na Central de Intercâmbio quando ainda a própria estava em crescimento, ou seja, a semente já estava crescendo e dando frutos. A empresa já possuía uma credibilidade muito grande. Conseqüentemente, eu me apaixonei ao conhecer diariamente esta empresa, que cultivava as sementes e procriava novos ramos, fazendo-me, assim, acreditar que através dela o meu fruto poderia nascer.

Nos negócios precisamos fazer planos, saber quais são os melhores empreendimentos e quais os setores que estão sempre em crescimento em um clima brasileiro como o nosso. Isso nada mais é que conhecer os efeitos externos, em outras palavras, conhecer o mercado e saber que ter uma franquia é o caminho mais fácil para se obter rápidos resultados.

Depois de dois anos estudando diretamente esse processo, em outubro de 2002 decidi plantar minha primeira semente. Comprei minha franquia. Hoje, além de levar o know-how da empresa, ainda tenho a vantagem de receber o suporte da mesma em outros ramos internos como o marketing, gestão, administração e tecnologia. As vantagens não param por aí. Usufruo também da competitividade que a empresa já possui no mercado, dando-me os benefícios de poder oferecer produtos que foram testados e comprovados. Obviamente que o processo de aceitação do produto no mercado é muito mais rápido, pois apesar dos frutos de minha plantação ainda serem pequenos, já estão dando lucro.

Por isso, ainda acredito que, quando chegar o momento da colheita madura, estarei plenamente satisfeita porque a interação entre a terra e o crescimento da semente cultivada será o mesmo que o crescimento de uma franquia no mercado, obtendo, é claro, excelentes resultados.

Fonte: Portal do Franchising – por Mariana Dominiguetti – Franqueada CI – Central de Intercâmbio, em Ribeirão Preto

Confira as opções de Franquias de Hotetelaria e Turismo clicando aqui!

Entre o bar e o salão de beleza

Empresária carioca cria negócio que une bebidas e comidas de bar a serviços de cabeleireiro e manicure.

Lugar para homem relaxar é no boteco. Para a mulher esfriar a cabeça, é no salão de beleza. A administradora de empresas carioca Cláudia Moscardini, 42 anos, partiu desse raciocínio para criar seu negócio próprio. Mas desenvolveu um espaço que garante às clientes acesso às duas “modalidades” de relaxamento.

O resultado foi o Boteco de Mulher, um salão de beleza localizado no bairro do Catete, no Rio de Janeiro. Além de oferecer todos os serviços de um salão convencional, o estabelecimento é também um bar com quitutes e bebidas alcoólicas e não alcoólicas. A grande maioria dos clientes são mulheres, naturalmente. “Mas tem muito marido que vai acompanhar a esposa e acaba tomando uma cervejinha enquanto espera”, conta Cláudia.

No cardápio estão quiches, sanduíches naturais, tortas, amendoim, refrigerantes e, como não poderia faltar em nenhum bar, cerveja. “O que mais sai são as quiches”, conta a dona. “E, de bebidas, na verdade, as taças de prosecco!”.

A ideia, explica ela, não é transformar o ponto em um grande bar, mas sim em um salão que se diferencie da concorrência. “Estamos em um local onde já tem muitos salões, então eu quis fazer algo que fosse diferente”, diz Cláudia.

E não é só no bar que está o diferencial. Há outros detalhes e cuidados pensados pela frequentadora de salões, como uma prateleira que reúne todos os esmaltes expostos – “é tão ruim ter que ficar procurando nas caixinhas das manicures” – e caprichadas poltronas de massagem no lugar das cadeiras para as clientes – “sempre achei fazer a mão uma coisa muito desconfortável.”

Cláudia conta com a ajuda de uma gerente operacional, que cuida do abastecimento do boteco. Outra funcionária aquece os lanches, serve as bebidas e lava a louça. “Nós fizemos uma pequena estação, com geladeira e forno, para esquentar a comida. Não cozinhamos nada aqui, compramos tudo pronto”, diz a empresária.

Todos estes detalhes, do bar às poltronas, serão reproduzidos nas franquias da rede, modelo de expansão que Cláudia está iniciando agora. “A primeira franquia está quase pronta para ser aberta, ainda maior que a nossa loja, e há outra em preparação para abrir em janeiro”, diz a empresária.

A expansão, no entanto, será cuidadosa. Embora já tenha recebido, com as primeiras propostas, convites para levar a marca para capitais como Porto Alegre, Belo Horizonte e Salvador, Cláudia quer primeiro ganhar espaço no Rio, para depois se aventurar mais longe. “Nunca trabalhei com isso, então quero ter o tempo de aprender a lidar com tudo também”, diz. “Além disso, quero poder participar ativamente das franquias, ajudando no recrutamento e nos negócios e dando apoio de diferentes formas.”

Até 2008, Cláudia ocupava o cargo de superintendente de recursos humanos em um banco, mas foi demitida em um grande corte feito no final daquele ano, por conta da crise internacional. Dois meses depois, seu marido, que trabalhava na área de informática, também perdeu o emprego. “Eu estava com 40 anos, a idade começava a pesar, meu cargo era de difícil recolocação”, conta. “Era a hora de decidir se procurava outro emprego ou se abria um negócio.”

Seguiu pela segunda opção. Passou meses se revezando entre cursos de empreendedorismo e salões de beleza por toda a cidade, até chegar ao modelo de seu boteco-salão, inaugurado em dezembro de 2009.

“Não foi uma escolha fácil, mas foi acertada”, diz Cláudia. “É diferente de trabalhar para uma empresa. É como um filho nosso, e é muito bom vê-lo crescendo.”

Fonte: site Revista PEGN – por Juliana Elias

TESTE – Como estão seus conhecimentos sobre empreendedorismo e negócios?

Faça o teste e veja como estão seus conhecimentos sobre empreendedorismo e negócios e descubra se você está por dentro do Business World!

Para fazer o teste, acesse o link: http://www.quizyourfriends.com/take-quiz.php?id=1109120929226664&a=1&

Confira seu resultado:

0 – 30%
Você precisa melhorar seus conhecimentos sobre o mundo dos negócios!

40 – 70%
Você está no caminho certo, mas precisa estudar um pouco mais!

80 – 100%
Ótimo! Você está afiado, continue assim!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 512 outros seguidores